1950

Aos dezesseis anos, Wesley começa seus estudos de arte, ingressando nas aulas de desenho livre no Museu de Arte São Paulo. Dois anos depois, após expor no 11º Salão de Arte Moderna de São Paulo, ele viaja para os Estados Unidos onde inicia o curso de Artes Gráficas na Parsons School of Design. Durante sua estadia no país entra em contato com artistas como Marcel Duchamp, Jasper Johns e Robert Rauschenberg.

Em 1955 o artista retorna ao Brasil, participa no primeiro Salão de propaganda em São Paulo, onde recebe duas menções honrosas, e começa a trabalhar como desenhista de publicidade freelancer e diretor de arte em uma agência em São Paulo. Ainda em São Paulo, em 57, Wesley deixa a agência e se torna discípulo de Karl Plattner, começando a pintar no ateliê do artista. Um ano depois, em 58, Wesley executa em conjunto com Plattner o mural para a Air France também em São Paulo. No mesmo ano, Wesley retorna a Paris onde estuda no ateliê do gravador Johnny Friedlaender. Em 59, Wesley viaja para Bolzano, na Itália, para trabalhar com Plattner nos murais Salzburg Neu Festspielhaus, da Áustria.