1970

Nessa década Wesley realiza diversos retratos, considerados tabu na época, coisa de “não artista”. Mas ele se inspira e se apaixona pela figura do outro, descobre nos personagens de seu cotidiano facetas de sua própria identidade, como mostrado nas séries O/Limpo (1971) e As Sombra Ações (1976).

Participa de diversas exposições em São Paulo no começo da década, como a individual Iconografia Botânica, na Galeria Ralph Camargo em 1970, e também coletivas como a Image du Bresil no Manhattan Center, em Bruxelas (1973). Algum tempo depois, já em 76, expõe As Sombra Ações na Galeria Luisa Strina. Um ano depois, em 77, cria a série Caligrafia, ideograma, etc., uma série que ironiza as artes conceituais da época e que explora as qualidades imagéticas da escrita. Em 78 realiza a exposição Minha viagem à Grécia no Helicóptero de Leonardo da Vinci no Museu de Arte de São Paulo, que mais tarde se tornaria um álbum. No ano seguinte, 79, realiza a série Papéis, e a expõe nos escritórios da CVM no Rio de Janeiro.