Jogo da memória

“O trabalho Jogo da memória, feito para o Instituto do artista Wesley Duke Lee consiste em uma gravura impressa em serigrafia com 150 cópias para que os convidados presentes as levem.

O trabalho desenvolvido foi pensado a partir de um livro que consta na biblioteca do artista intitulado Hallucinogenic Plants (A Golden Guide) de Richard Evans Schultes e ilustrado por Elmer W. Smith. O livro é um guia ilustrado sobre plantas alucinógenas, no qual estão descritos seus usos e lugares de origem. A maioria das plantas, senão todas, tem um fim ritual que remonta há milhares de anos.

Tanto a realização como o processo de concepção do trabalho caminharam paralelamente à reuniões no Instituto Wesley Duke Lee. Nas reuniões, os artistas envolvidos estiveram em contato com todo o material pessoal relacionado a casa e ateliê do Wesley Duke Lee. Portanto um processo de contaminação de informações procedentes de meios distintos que tinham como objetivo nos aproximar do trabalho do artista.

Para produzir o trabalho estabeleci dois pontos de contato com o material do Instituto. O primeiro foi a pequena coleção de livros sobre plantas alucinógenas da biblioteca pessoal do Wesley Duke Lee. O segundo foi a exposição de encerramento da Rex Gallery and Sons em 1967, a “Exposição-Não-Exposição” de Nelson Leirner, na qual o público poderia levar as obras desde que conseguisse, pois haveriam dificuldades em retirá-las.”

– Adriana Moreno

Jogo da memória
2015
Serigrafia
64 x 46,5 cm